Golpista engana quase 100 pessoas, em Patos de Minas, oferecendo curso de auxiliar de necropsia

0
44

Na manhã desta quarta-feira (20-11), um homem, de 31 anos, foi encaminhado para a delegacia de Polícia Civil, suspeito de oferecer curso de auxiliar de necropsia.  De acordo com o boletim de ocorrência, as vítimas compareceram a uma escola técnica em Patos de Minas e ouviram uma proposta feita pelo suspeito Arley Lourenço Silva sobre um curso de capacitação de auxiliar de necropsia, com início das aulas no dia 22 de novembro.

Depois as vítimas relataram que retornaram a escola técnica e foram informadas que não haveria aulas naquele local. Em conversa com os militares, a responsável pela escola técnica disse que alugou, por R$300, o espaço para um indivíduo de nome Luis Fernando e que o valor combinado foi pago pelo suspeito Arley. A responsável pela escola disse ainda que apenas teve contato com Luis Fernando através do telefone com DDD (011).

Já o suspeito Arley disse para os militares que teve contato pessoal com Luis Fernando, que participou das assinaturas e que possui as copias dos contratos assinados pelas vítimas. Arley disse que todos os pagamentos realizados pelas vítimas foram todos direcionados a Luis Fernando e que também acha que foi enganado por ele. Arley alegou para os militares que ainda não recebeu o dinheiro que usou para pagar o aluguel  da escola.

Vale ressaltar que, até o momento, 23 vítimas que pagaram pela matrícula foram identificadas através da ocorrência registrada e que há pelo menos mais 99 pessoas cadastradas para o curso que ainda não se manifestaram contra o possível golpe.

Outro detalhe é que foram recolhidos 122 contratos que estavam em poder de Arley. Diante de todos esses fatos, o suspeito Arley Lourenço Silva, 31 aos, foi encaminhado para a Delegacia de Polícia Civil para prestar esclarecimentos ao delegado de plantão.