quarta-feira , novembro 21 2018
Home / LAGOENSE AUSENTE / Leia o belo testemunho de uma lagoense ausente

Leia o belo testemunho de uma lagoense ausente

mae2

Quem conta a 2ª história do espaço lagoense ausente é a Sirlei Boaventura Amadinha com um testemunho de sua falecida mãe, Vilma Boaventura de Araújo, que traz uma grande lição de vida.

“Em junho completou-se 21 anos (mas parece que foi ontem) que a minha mãe foi chamada aos céus, com apenas 48 anos, a qual, foi fazer uma cirurgia simples para a retirada do útero e não voltou da anestesia. Todavia, sabemos que tudo estava sob a soberania de Deus, pois, a mesma fizera todos os procedimentos pré-operatórios onde constava apta à cirurgia. Seria mesmo o dia determinado por Deus para a sua passagem.

Entretanto, uma grande provação lhe sobreveio na semana que antecedeu a cirurgia, uma pessoa havia magoado muito o meu pai com atitudes não cristãs e ela como esposa havia absorvido tudo isso para si e também ficou muito ressentida.

Minha mãe ligou-me e nessa época eu morava em Belo Horizonte, contando todos os acontecimentos e legitimando os seus sentimentos ruins.Vocês pensam que foi fácil para eu dizer a minha mãe que não perdoar o rapaz implicaria em sua salvação eterna? Quando por inferência do Divino Espírito Santo houve a reflexão que o rapaz pecou em uma área, mas não perdoá-lo infringiríamos um outro item da mesma lei Divina e pecamos também.

vilma
Como seu desejo, Vilma Boaventura de Araújo foi sepultada no ano de 1994 em Lagoa Formosa.

Contudo, um dia antes dela ir para o hospital, ela ligou-me para contar que havia decidido a perdoar o irmão, em obediência a Jesus. O que quero dizer com isso? Que a minha mãe foi sepultada no sábado e esse mesmo rapaz de apenas 32 anos foi enterrado no domingo. Não sabemos o dia de amanhã!

Um alerta! Precisamos estar preparados a todo momento para encontrarmos com Deus. Minha mãe corria o risco de perder tudo em prol da última atitude. Lembrando o que está escrito nas escrituras sagradas que a última atitude de bem apaga o mal cometido e se for de mal apaga o bem feito. (Profeta Ezequiel 18)

Alguns meses antes de sua partida ela havia pedido que quando chegasse o dia dela ir aos céus, gostaria que fosse sepultada em Lagoa Formosa- MG, pois gostava muito das pessoas de lá.

Moramos em Lagoa Formosa até 1977, depois minha mãe voltou nos anos 90. .Ela era vizinha da Rosinha Clésio, em frente a casa dos ”Avelar”. Meu pai era Pr. da Assembleia de Deus o Sr. José Wilson Araújo, na primeira vez que moramos aí o João de Deus era prefeito e meu pai o tesoureiro da prefeitura.”

Gostou? Conte-nos também uma história!

Sair

Check Also

Idosa de 60 anos é vítima de estupro em Carmo do Paranaíba

Uma senhora de 60 anos, que não identificaremos em respeito à sua condição emocional, denunciou …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *