quinta-feira , setembro 20 2018
Home / ESSENCIAL / O que causa má digestão? Beber água na refeição piora o quadro? Entenda

O que causa má digestão? Beber água na refeição piora o quadro? Entenda

É bem provável que você já teve má digestão alguma vez na vida. Sei que não quer lembrar da sensação, mas vamos lá… É quando, depois de comer, parece que estamos com um boi na barriga. Ela fica “pesada” e você “conversa” com a comida o dia todo. Ainda podem aparecer arrotos, puns e queimação.

Pois é, o quadro não é nada legal. A má digestão, chamada de dispepsia pelos médicos, não é uma doença em si, e sim um combo de sintomas que gera incômodo. O problema pode estar relacionado com a alimentação ou até mesmo o estresse no trabalho. É preciso ficar de olho na gravidade dos sintomas e compreender o que gera o desconforto.

Quais comidas dificultam a digestão?

Uma dica de melhor amigo para evitar a má digestão: maneire nos alimentos industrializados. Esses produtos costumam ter muita gordura(principalmente saturada e hidrogenada), que por si só já causa lentidão do trato digestivo. Além disso, estão cheios de conservantes e corantes. “Essas substâncias interferem no funcionamento gástrico e podem prejudicar as bactérias boas do intestino, que ajudam na digestão”, afirma a nutróloga Daniela Gomes, do Hospital do Coração.

Carnes gordas, frituras e alimentos com muito condimento também “pesam” no estômago quando consumidos em excesso. Ainda fazem parte da lista as leguminosas, como ervilhas, feijão e grão-de-bico, que causam gases ao fermentar o organismo. Ingerir muita farinha branca é outra coisa que pode provocar lentidão no trato digestivo.

Young woman with stomach issues

Beber durante as refeições atrapalha?

“Não há estudo que prove cientificamente que ingerir líquidos durante as refeições cause má digestão. Inclusive, o estômago tem capacidade de deixar a água passar e depois focar na digestão dos sólidos”, explica Debora Poli, gastroenterologista do hospital Santa Paula.

Mas é importante ter limite para não forçar demais o estômago e evitar quadros de refluxo. Os médicos recomendam tomar, no máximo, 200 ml de água (um copo) ao comer. E fique na água: além de possuir açúcar, sucos e refrigerantes aumentam o número de substâncias na digestão, alterando e retardando o processo.

E pode ser que alguns puns escapemImagem: iStock

Comer rapidamente estufa a barriga?

A digestão começa pela boca, meu caro. “É preciso mastigar bem, triturar os alimentos e deixar a saliva facilitar a quebra para que a comida já chegue pré-digerida no estômago, auxiliando a digestão”, explica Henrique Schleinstein, gastroenterologista do Hospital São Camilo. A cada garfada, o ideal é mastigar os alimentos ao menos 30 vezes antes de engolir.

Estresse causa má digestão?

O estresse e a ansiedade podem gerar desequilíbrio das funções neuroquímicas do cérebro, o que interfere em reações físicas do organismo comandadas por ele. Com isso, é possível ter diminuição da irrigação sanguínea no trato digestório e menos contrações no intestino,atrasando o processo e causando má digestão.

Caminhar após refeições é uma boa?

É uma ótima. Mas o recomendado é esperar cerca de 40 minutos antes de andar. Ao comer e partir para a caminhada, seu organismo pode mandar boa parte do fluxo sanguíneo para as pernas e não para o estômago, o que tira energia do início da digestão. Agora, se você aguardar um tempinho e depois andar, a atividade física ajuda a aumentar a circulação, facilita a eliminação de gases e contrai a parede abdominal, estimulando movimentos do intestino.

É preciso se preocupar com a má digestão?

Mesmo não sendo uma doença, vale ficar alerta. Sentir constantemente o incomodo na barriga pode ser sinal de outros problemas, como refluxo, alteração da microflora intestinal, cálculo na vesícula, problemas no pâncreas, estresse, entre outros. E a falta de tratamento da má digestão pode desencadear complicações, como úlceras.

É comum, eventualmente, sentir sintomas leves de indigestão. Priorize uma correção da dieta, incluindo no cardápio alimentos ricos em fibras, como verduras, legumes, linhaça e aveia, que aceleram o trânsito intestinal.

Se precisar, use moderadamente o bicarbonato de cálcio como antiácido. Se os sintomas não sumirem, vá ao médico para compreender melhor o caso e adotar o tratamento correto.

Sair Clenio Cesar

Check Also

A psicoterapia pode proteger as pessoas do suicídio

Houve uma época na minha vida em que eu queria ser cirurgião. Andava para lá …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *