domingo , março 24 2019
Home / Banner / PC e Ministério Público realizam trabalhos de reconstituição da morte do taxista Rainelle Hylário

PC e Ministério Público realizam trabalhos de reconstituição da morte do taxista Rainelle Hylário

Na manhã desta terça-feira (26), a Polícia Civil e o Ministério Público, com apoio da Polícia Militar, realizaram a reconstituição do homicídio do taxista Rainelle Hylário Soares, de 29 anos, ocorrido no dia 5 de janeiro de 2018, no Bairro Coração Eucarístico.

De acordo com o Promotor Paulo César Freitas, após a reconstituição, diversos aspectos do crime foram esclarecidos e um laudo complementar será expedido pelo perito. Por meio da análise pericial, Paulo César enfatizou que Rainelle foi vítima de uma execução sumária e que o taxista sequer soube porque morreu.

Segundo o delegado Érico Rodovalho, o crime possivelmente foi provocado por ciúmes e foi cogitada a possibilidade de que uma das mulheres tenha se relacionado com a vítima. Numa ocasião anterior, o taxista teria levado os dois casais em uma viagem e, durante o trajeto, um dos ocupantes pode ter se enciumado devido a uma suposta troca de mensagens.

O crime foi premeditado e ocorreu no dia 5 de janeiro de 2018, quando a vítima foi atingida com dois disparos de arma de fogo, um no pescoço e outro na cabeça. Os suspeitos foram indiciados por homicídio qualificado por motivo torpe e recurso que impossibilitou a defesa da vítima, visto que ela foi alvejada pelas costas enquanto dirigia.

Após o crime, os suspeitos saíram do carro, se dirigiram até o Rio Paranaíba, fugindo pelas margens do mesmo, posteriormente indo até a casa de familiares, no Bairro Quebec. Os mandados já foram expedidos e rastreamentos estão sendo realizados para localizar os suspeitos, que possuem diversas passagens policiais.

Os suspeitos foragidos foram identificados como Wemerson Glecio Ferreira Rosa e Ricardo Elias Soares Silva. As outras duas envolvidas, Andreia Soares Silva, de 19 anos e uma menor de 16 anos participaram da reconstituição, que ocorreu na Rua Vicente Gonçalves Primo, Bairro Coração Eucarístico.

Além de testemunhas e policiais, a reconstituição também contou com o veículo VW Voyage, que Rainelle dirigia no dia em que foi assassinado. Rodovalho ressalta que denúncias feitas pela população podem ser cruciais para localizar e retirar dois criminosos perigosos de circulação.

A Polícia Militar também deu apoio aos trabalhos da Polícia Civil e do Ministério Público

TEXTO E FOTOS: CLUBE NOTICIAS.

Sair Clenio Cesar

Check Also

Prefeitura Municipal em parceria com Sebrae/mg e Cdl/Acicap promoverão o II encontro mulheres de negócios

Dia Internacional da Mulher chegando, e o II Encontro Mulheres de Negócios ganhará destaque com …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *